FILÓSOFO FALA SOBRE O DOCUMENTÁRIO ‘O MÊS QUE NÃO TERMINOU’, QUE ESTREIA NESTA SEXTA, 19, NO CURTA!

Para Francisco Bosco, as manifestações de junho de 2013 ainda ecoam na vida política brasileira. Corroborando essa tese, o documentário “O Mês Que Não Terminou”, assinado por ele e por Raul Mourão, analisa os desdobramentos daquele período turbulento. Com estreia na TV nesta sexta-feira, 19, às 22h, o longa será tema de uma live a ser realizada pelo site Papo de Cinema em parceria com o canal Curta!, às 20h, – duas horas antes do filme ir ao ar. O bate-papo acontece no perfil do Instagram do Papo de Cinema (@papodecinema) com o jornalista Bruno Carmelo.

Em “O Mês Que Não Terminou”, o espectador relembra dois movimentos internacionais de 2011, o “Occupy Wall St”, em Nova York, e “Os Indignados”, em Madrid, fazendo uma ligação entre essas ações e as manifestações que ocorreram no Brasil durante junho de 2013. Segundo os diretores, essa agitação desembocou nos protestos a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, em 2014; também teria sido motor de propulsão da Operação Lava Jato e da ascensão da extrema direita no Brasil.

O Papo de Cinema convida Bosco para falar sobre os detalhes do filme: da concepção, passando pela pesquisa, pelas entrevistas e pela montagem, até a ligação com o que vem acontecendo no panorama político brasileiro após sua finalização. “O Mês Que Não Terminou” foi narrado pela atriz Fernanda Torres, produzido pela Kromaki e viabilizado através do Fundo Setorial do Audiovisual pelo canal Curta!. A estreia é na Sexta da Sociedade, 19 de junho, às 22h.

Serviço:
Live com Francisco Bosco sobre o documentário “O Mês Que Não Terminou”
Apresentação: Bruno Carmelo
Instagram do site Papo de Cinema (@papodecinema)
Sexta-feira, 19/06, às 20h
O filme será exibido no Canal Curta!, no mesmo dia, às 22h.

Sobre o filme:

22h – “O mês que não terminou” (Documentário)
Análise do processo institucional e social do país desde junho de 2013 até a eleição de Bolsonaro, investigando a crise do lulismo, a operação Lava Jato, o impeachment de Dilma Rousseff e a ascensão da extrema direita. Diretores: Francisco Bosco e Raul Mourão. Duração: 107 min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 20 de junho, sábado, às 2h e às 14h35; 21 de junho, domingo, às 21h; 22 de junho, segunda-feira, às 16h; 23 de junho, terça-feira, às 10h05.

Sobre o Curta!
O canal Curta! é um dos novos canais brasileiros da TV paga que mais aprovou projetos para financiamento pelo Fundo Setorial do audiovisual. Até agora foram financiados, para estreia no CURTA!, mais de 120 longas documentais e 800 episódios de 60 séries, atendendo à grade temática do canal: música, artes cênicas, metacinema, pensamento em humanidades, história política e sociedade.

O Curta! pode ser visto nos canais 56 e 556 da NET e da Claro TV, no canal 75 da Oi TV e no canal 664 da Vivo, oferecido à la carte pela operadora. Siga o Curta! nas redes sociais: www.facebook.com/CanalCurtahttps://twitter.com/canalcurta e www.youtube.com/user/canalcurta. Saiba mais em http://www.canalcurta.tv.br.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui