Imagem Pixabay

Abuso de bebida alcoólica no feriado pode comprometer a saúde.

No carnaval, apesar de toda a animação, é preciso ficar atento ao excesso de álcool nesse período. Muita gente acaba caindo na folia e esquecendo alguns cuidados com a saúde.

Entre os malefícios para a saúde, o consumo exagerado de álcool pode aumentar o risco de arritmias e insuficiência cardíaca. “Os sintomas de alerta são palpitações, dores no peito, falta de ar e inchaço nas pernas”, diz o cardiologista do Centro Integrado Cardiovascular do Hospital Nossa Senhora das Graças, Dr. André David. Segundo o cardiologista, também é preciso tomar cuidado com a combinação de álcool e energético, ou café, muito comum em festas carnavalescas. “Sua associação pode piorar e desencadear arritmias”, comenta o médico.

O uso de álcool com medicamentos também é perigoso.De acordo com o cirurgião geral e chefe do serviço de transplante hepático do HNSG, Dr. Eduardo Ramos, as bebidas alcoólicas podem diminuir ou potencializar os efeitos dos medicamentos. “O mais comum é potencializar os efeitos colaterais causando sintomas como náuseas, tonturas, sonolência e diminuição da habilidade motora”, explica Dr. Eduardo.

Apesar de o corpo demorar em média uma hora para degradar 10 ml de bebida alcoólica, algumas características pessoais podem fazer com que demore mais para ser metabolizado. “Fatores como o peso, se é homem ou mulher, idade, obesidade, metabolismo pessoal, quantidade de alimentos ingeridos juntamente com a bebida, o tipo e a dose da bebida alcoólica e se a pessoa está tomando alguma medicação, fazem o tempo de degradação do álcool variar”, comenta. Dr. Eduardo Ramos ressalta que, o ideal é consumir sem exageros, sempre alternando a bebida com muita hidratação. “ O consumo exagerado pode ocasionar o coma alcoólico que pode levar à morte”, comenta o médico.

Doenças provocadas pelo uso do álcool a longo prazo

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) não existe um nível seguro para o consumo de álcool. Se a pessoa bebe, há risco de problemas de saúde.A ingestão de álcool a longo prazo, está relacionado com cerca de 60 diagnósticos diferentes. Um dos principais órgãos afetados é o fígado, podendo causar diversas doenças, entre elas a cirrose.

Cirrose alcoólica

A cirrose alcoólica é causada pela ingestão diária e prolongada de álcool. É considerada uma doença de alcoólatras, no entanto todas as condições que levam a uma inflamação crônica do fígado (alcoólicas ou não) podem resultar nessa patologia. É processo crônico de destruição das células hepáticas, que ocorre de maneira difusa, com formação de cicatrizes e nódulos levando à necrose do órgão.

O único tratamento efetivo da cirrose é o transplante hepático, indicado apenas para alguns casos. Portanto, é importante fazer o diagnóstico precoce para iniciar o mais depressa possível o tratamento que pode adiar ou evitar maiores complicações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui